Veja abaixo os tipos de ultrassonografias gerais disponíveis na CEDIPI.

Ultrassonografia de Abdome Total

Ultrassom do abdome total tem a finalidade de avaliar fígado, vesícula biliar, baço, pâncreas, rins, intestino, bexiga, aorta, veia cava inferior e adrenais para determinar a causa de dor abdominal, localizar cálculos na vesícula e vias biliares ou nos rins e vias urinárias.

Avaliar a presença de tumores, cistos e abscessos, dilatações ou estreitamento das principais artérias do abdome.

Nas mulheres, esse exame permite, também, examinar o útero, as trompas uterinas e os ovários, pesquisar as causas para dor pélvica, sangramento menstrual anormal, diagnóstico de cistos e tumores de ovário de útero e de bexiga.

Nos homens, permite a visualização da próstata, bexiga e vesículas seminais, ajudando na detecção de doenças prostáticas, como aumento da próstata, presença de nódulos e câncer. Pode ajudar no diagnóstico de infertilidade masculina. É feita a medida do volume prostático e a estimativa do resíduo de urina após a micção. Também pode ser utilizado para a localização de cálculos urinários e tumores de bexiga.

Preparo: Água e medicamentos habituais são liberados.

Ultrassonografia do Abdome Inferior

Esse exame é utilizado para examinar o útero, as trompas uterinas e os ovários. Também é utilizado para pesquisa de causas de dor pélvica, sangramento menstrual anormal, diagnóstico de cistos e tumores de ovário ou de útero, para a localização de cálculos urinários e tumores de bexiga.

Preparo: É necessário beber grande volume de água para que a bexiga fique cheia, para ajudar na visualização do útero, ovários e parede interna da própria bexiga. Em geral, é recomendado ingerir de 4 a 6 copos de água, uma hora antes do exame e não urinar.

Ultrassonografia do Abdome Superior

O ultrassom do abdome superior é utilizado para avaliar fígado, vesícula biliar, baço, pâncreas, rins e intestino. Ajuda a determinar a causa de dor abdominal, localizar cálculos na vesícula e vias biliares ou nos rins e vias urinárias. Permite avaliar a presença de tumores, cistos e abscessos, dilatações ou estreitamento das principais artérias do abdome.

Preparo: Jejum absoluto de 6 a 8 horas, inclusive de água.

Ultrassonografia de Articulação

Punho, mão, ombro, cotovelo, quadril, joelho, pé, tornozelo.

Para diagnosticar alterações das estruturas articulares e dos músculos relacionados com a articulação. Podem ser diagnosticadas condições como degeneração articular, artrites, alterações dos ligamentos articulares, tendões, cartilagens e derrames articulares e bursites.

Pode ser utilizada tanto para as grandes articulações como joelhos, cotovelos, ombros e quadris quanto para as pequenas articulações, como as dos punhos e dedos dos pés e das mãos.

O exame é indolor, não invasivo e não utiliza raios X. Se tiver resultados de exames anteriores de imagem de músculos e articulações, como radiografias, ultrassonografias, tomografias ou ressonâncias magnéticas, pode ser útil informar ao laboratório e levá-los no dia do exame.

Preparo: Não é preciso nenhum tipo de preparo para o processo.

Ultrassonografia do Aparelho Urinário

Este exame tem a finalidade de avaliar a existência de alterações nos rins, ureteres e bexiga. As alterações podem ser malformações anatômicas, refluxos, presença de cálculos ou tumores.

Preparo: Pacientes acima de 10 anos devem ingerir de 4 a 6 copos de água, uma hora antes do exame. O paciente deve estar com a bexiga bem cheia no momento da realização do exame. Medicamentos habituais são liberados.

Se tiver resultados de exames anteriores de imagem, levá-los no dia do exame.

Controle de Ovulação Seriada

Ultrassonografia das Mamas

Para analisar o tecido mamário e detectar eventuais alterações, por exemplo, um nódulo (uma lesão sólida) ou um cisto (uma lesão cheia de líquido).

A ultrassonografia é indicada para mulheres com mamas muito densas ou que tenham imagens de coleções líquidas, as quais são mais difíceis de ser interpretadas pela mamografia.

Ultrassonografia de Próstata via Abdominal

Utilizada para avaliar volume da próstata e presença de lesões difusas (processo inflamatório).

Preparo: Ingerir 4 copos de água, uma hora antes do exame. Manter a bexiga cheia.

Ultrassonografia de Próstata Transretal

O ultrassom transretal é frequentemente usado para visualizar a próstata de homens com alto nível de PSA ou se encontrou alguma anormalidade no exame de toque retal. Também é utilizado durante a biópsia da próstata, para guiar o posicionamento de agulhas de biópsia.

A ultrassonografia transretal é útil para medir o tamanho da glândula prostática, o que pode ajudar a determinar a densidade do PSA.

Preparo: Ingerir 4 copos de água, uma hora antes do exame. Manter a bexiga cheia.

Ultrassonografia de Região Cervical

Ultrassonografia de Tireoide com Doppler

A ultrassonografia da Tireoide, fornece informações sobre a glândula tireoide e o fluxo sanguíneo, investigando sua estrutura e funcionamento.

Este exame facilita a identificação, classificação e medida de nódulos e cistos e também as inflamações da tireoide, chamadas de tireoidites.

Ultrassonografia Transvaginal ou Endovaginal

Para avaliar a situação dos órgãos reprodutivos femininos, ou seja, o útero, os ovários, as trompas uterinas, o colo uterino e vagina. Como é realizado pela via endovaginal, ele fornece imagens com maior definição do que as obtidas pelo exame realizado pelo abdome.

Podem ser diagnosticados problemas como dor pélvica crônica, presença de cistos e tumores ovarianos, tumores e pólipos uterinos e outros tumores na pélvis.

Também pode ser útil na avaliação de sangramentos uterinos anormais, endometriose, para o estudo de causas de infertilidade e diagnóstico de gravidez ectópica (quando o feto se localiza fora do útero). O ultrassom endovaginal também pode ser realizado no acompanhamento pré-natal.

O exame é realizado com a bexiga vazia. Ainda que um pouco desconfortável, o exame é indolor, não invasivo e não utiliza raios X. Preferencialmente, não deve ser realizado durante o período menstrual. Se tiver resultados de exames anteriores de imagem de abdome e/ou pélvico, levá-los no dia do exame.

Preparo: Não é preciso nenhum tipo de preparo para o processo.

Transvaginal com Preparo Intestinal p/ Pesquisa de Endometriose

Este ultrassom, também chamado de US Transvaginal para Endometriose, tem como objetivo a identificação da presença de endometriose ovariana e identificação e localização das lesões endométricas profundas ou infiltrativas.

Preparo: Para a realização deste exame é necessário realizar previamente o “preparo intestinal”, que proporciona uma redução significativa do resíduo intestinal, principalmente do cólon sigmóide e do reto, para melhor visualização destas estruturas.

Ultrassonografia Obstétrica

Ultrassom obstétrico é o exame de ultrassonografia realizado durante a gravidez.

A função dele é avaliar a placenta, o líquido amniótico que protege o feto, o crescimento e desenvolvimento fetal. Com ele, é possível detectar alguns problemas e anomalias fetais, bem como determinar a idade gestacional e a data provável do parto.

Veja abaixo os tipos de ultrassonografia obstétrica disponíveis na CEDIPI.

Ultrassonografia Obstétrica Transvaginal

Esse é o exame pedido no início da gestação até por volta da décima segunda semana. Importante para detectar a gravidez, o número de bebês e o local de implantação do saco gestacional, além da idade. Com ele, é possível observar a anatomia do útero e ovários.

Feito com a introdução de um transdutor por via vaginal, esse exame pode observar também a presença de sangramento placentário. É um exame com maior definição quando comparado com aquele realizado por via abdominal.

Ultrassonografia Obstétrica

Pode ser feito a partir da 12ª semana de gestação. Ele avalia a posição do bebê, seu peso, observa o aspecto da placenta e a quantidade de líquido amniótico, que envolve o embrião e o protege de choques mecânicos e térmicos. Com o exame, dá para ouvir os batimentos cardíacos do seu filho, além de observar os movimentos e sua respiração.

Ultrassonografia Morfológica do 1º Trimestre

Esse importante exame consegue definir a anatomia do seu bebê, observando, assim, a presença de possíveis malformações e alterações cromossômicas, como, por exemplo, a Síndrome de Down.

Este é o exame onde medimos a translucência nucal.

Ultrassonografia Morfológica do 2º Trimestre

Diferente do primeiro, esse exame é realizado por via abdominal e é feito entre a 20ª e 24ª semana de gestação. Também serve como um método de detecção de malformações, com uma sensibilidade de 85%. Avalia também a formação de cada órgão e estruturas do bebê.

Ultrassonografia Obstétrica com Doppler Colorido

Esse exame é feito para observar o fluxo sanguíneo da mãe e do bebê, a irrigação dos órgãos do feto e oxigenação dos mesmos, além de permitir avaliar a circulação do coração e cordão umbilical. É ultrassom gestacional muito importante para identificar hipertensão arterial gestacional (conhecida como pré-eclâmpsia).

O que é EcoDoppler?

O EcoDoppler é um exame de imagem que visa estudar as artérias ou veias.

É um exame indolor, não invasivo, isto é, sem complicações ou efeitos laterais. Este exame permite não só a avaliação da estrutura do vaso (dimensão, presença de obstruções ou outro tipo de lesões), mas também a avaliação do fluxo (direção e velocidade).

Importantíssimo para diagnóstico imediato e planejamento terapêutico do seu médico vascular, nos casos de:

Varizes

Trombose venosa profunda ou superficial 

Aneurismas da aorta abdominal ou dos membros (inferiores ou superiores) 

 Doença arterial obstrutiva periférica (membros inferiores)

Doença carotídea (por exemplo, como parte do estudo de AVCs)

Veja abaixo os tipos de exames EcoDppler disponíveis na CEDIPI.

EcoDoppler Venoso

O eco doppler venoso é indicado para o diagnóstico de trombose venosa profunda e permite também avaliar as veias superficiais e as veias perfurantes, que ligam as veias superficiais às profundas), estudando melhor os quadros de insuficiência venosa.

EcoDoppler Arterial

O eco doppler vascular arterial é indicado para diagnosticar e quantificar o processo de aterosclerose. As principais manifestações da aterosclerose, nas quais o eco doppler vascular é utilizado, são a doença vascular cerebral, doenças da aorta e doença arterial periférica.

EcoDoppler de Carótidas e Vertebrais

Ultrassom que permite a avaliação ecográfica da morfologia das artérias carótidas e vertebrais, avaliação de fluxos no seu interior através do doppler (cores) e da análise espectral (gráfico).

Permite a detecção precoce da doença aterosclerótica (placas e estenoses), aneurismas, angulações e outras patologias não ateroscleróticas, como arterites, dissecções etc.

No caso do eco doppler das carótidas, a detecção de um estreitamento permite a implementação de medidas de tratamento que podem impedir um acidente vascular cerebral.

EcoDoppler de Aorta e Artérias Ilíacas

Realizado em um aparelho de ultrassom que permite a avaliação da aorta e seus ramos. Tem a finalidade de avaliar doenças ateroscleróticas, aneurisma, obstruções, entre outras.

Preparo: Jejum absoluto de 8 horas, inclusive de água.

EcoDoppler de Aorta e Artérias Renais

Realizado em um aparelho de ultrassom que permite a avaliação da aorta e seus ramos. Tem a finalidade de avaliar doenças ateroscleróticas, aneurisma, obstruções, entre outras.

Preparo: Jejum absoluto de 8 horas, inclusive de água.

Veja abaixo os tipos de biópsias e punções disponíveis na CEDIPI.

Biópsia de Próstata

A biópsia de próstata é um exame feito quando o valor de PSA, no exame de sangue, está alto ou quando são encontradas alterações no seu tamanho ou forma, durante o toque retal, sendo definitivo para despistar ou confirmar um diagnóstico de câncer da próstata.

Preparo: Paciente deve comparecer na clínica para receber orientações sobre preparo. Trazer a lista de medicamentos que faz uso.

Core-biópsia de Mama

A biópsia é um tipo de exame que tem como função colher o material O exame é muito importante para a detecção de doenças como o câncer de mama, já que quanto mais cedo o diagnóstico da doença, maiores serão as chances de cura.

O procedimento compreende a aspiração de pequenas amostras dos tecidos sólidos, retirados através de uma agulha grossa. O material coletado segue para a análise anatomopatológico, que fará uma avaliação da doença, se ela é maligna ou benigna.

Preparo: Para o exame de Core-Biopsy não é preciso nenhum tipo de preparo para o processo.

Fundamental que o paciente traga os exames de mama feitos anteriormente.

Punção Aspirativa por Agulha Fina (PAAF)

Mama, tireóide, região cervical, parotida.

Trata-se de uma Punção aspirativa por agulha fina (PAAF) realizada quando há uma massa ou nódulo em órgãos superficiais como pele, tireóide, mama, glândula parótida, nódulos da região cervical, entre outros.

Nesta modalidade o uso de métodos de imagem, como ultrassonografia, auxilia a identificação exata do nódulo e permite a visualização simultânea da coleta do material, garantindo maior eficácia e melhores resultados mesmo em nódulos muitos pequenos e áreas mal delimitadas.

Marcação por Agulhamento

O agulhamento é um procedimento indicado para marcação de lesões mamárias no período pré-cirúrgico.

Faça seu agendamento via WhatsApp ou E-mail

Agende via WhatsApp
Agende via E-mail